Chip de potência pelo Mercedes C63: Alta dosagem da DTE

Bom para o veículo, imbatível para o condutor

O vitamina mais conhecida é a «C». Há muito tempo que esta letra também desempenha um papel importante e, sem esquecer, bem-sucedido na Mercedes. É claro que agora já existem quatro desportivos da classe C (W205), sendo o C63 AMG o mais potente. A dose vitamínica fez bem ao antigo Baby-Benz: com 476 CV e 650 Nm, agora ele joga na mesma liga com os grandes.

«Mais» uma dose, por favor!

E, assim, um tratamento vitamínico pode fazer verdadeiros milagres. Pois, com os truques certos e o Know-how adequado há ainda mais no Mercedes C 63 AMG. Muito mais. A DTE demonstra bem isso com o PowerControl FSR para motores a gasolina.

Montado precisamente no compartimento do motor, a unidade de controlo adicional é ligada a todos os sensores centrais: sensor de pressão de admissão e da árvore de cames, assim como os sensores para a injeção de combustível. Os sinais que entram são processados em tempo real, otimizados e transmitidos ao aparelho de comando.
 

A arte vem do conhecimento

No corpo, a vitamina C funciona como ativador de todo o metabolismo celular, o mesmo é válido para o dispositivo de aumento de desempenho DTE. O Mercedes C 63 AMG é invadido por um aumento de potência. Ele está repleto de energia e vibra com a sua potência. Ele troveja tão alto que parece que vai chover.

Com a nova concentração de potência e com quase 600 CV, ele está na frente. E com a PedalBox opcional, esta potência também é transmitida para a rua. Fixada na consola central, o condutor define com que potência o C deve acelerar.
 

Plena potência e aceleração com DTE PowerControl e PedalBox

Mercedes C 63 AMG (W205) // 476 CV e 650 Nm

  Potência 590 CV (+ 114 CV)
  Binário 816 Nm (+ 166 Nm)

 

Todas os detalhes em vista geral

  • Mais potência, mais binário para motores a gasolina
  • Garantia abrangente já incluída
  • A montagem é realizada com poucas manobras no processo Plug-in